As leis de Newton mudaram o mundo da física com suas descobertas, o cálculo, o comportamento da luz, a teologia, a alquimia e os movimentos dos corpos, foram alguns dos temas de estudo de Isaac Newton.

“É suficiente que a gravidade realmente exista e que aja de acordo com as leis que descrevi. A sua abundância serve para calcularmos os movimentos dos corpos celestiais e de nossos mares.” – Isaac Newton

Uma das suas maiores contribuições para a física foram as suas leis, com base nos estudos do italiano Galileu Galilei, ele criou essas Leis.

Newton nos mostrou que o mundo atual é matemático e que através de leis é possível explicar tudo, desde as marés às maças que caem das árvores.

Continue lendo para entender mais sobre as leis de newton e como elas mudaram o mundo:

O que são as Leis de Newton

Antes é necessário atentarmos para o que são leis no âmbito da física. Definimos como uma regra, uma explicação que teve como base algum fenômeno que ocorra com regularidade.

Na física uma a explicação de um determinado estudo, só se torna lei depois de exaustivamente confrontada, testada e validada frente a um amplo e diversos conjuntos de fatores.

Então, as leis de newton foram confrontadas, testadas e validadas para explicar os movimentos dos corpos. Não só esses, mas diversos trabalhos de Isaac Newton foram sustentados por forte base matemática e intensa experimentação.

As leis de newton são três, a inércia, a força (F = ma), e a ação e reação. Essas são as três leis básicas da mecânica.

Primeira Lei: Inércia

Vários anos mais tarde, após o conceito de inércia já ter se estabelecido com Galileu, Isaac Newton, ao formular as leis básicas da mecânica, concordou com os estudos de Galileu e as utilizou para sua primeira lei.

A sua primeira lei diz que quando não há forças atuando em um objeto, se ele estiver em repouso continua em repouso e caso esteja em movimento continua em movimento, um corpo por si só não consegue alterar o seu estado de equilíbrio, é necessário que atue uma força nele.

Um objeto pode estar em movimento sem que nenhuma força atue sobre ele. Quando isso ocorre o movimento é retilíneo uniforme (M.R.U.)

Então, é a força o motivo da alteração da velocidade de um corpo, ela é no caso uma grandeza vetorial essa alteração pode ser também de direção e sentido do movimento.

Ao falarmos e força pensamos logo em nossa própria força empurrando um objeto, porém há diversos tipos de força: de contato, magnética, peso, atrito, centrípeta, resultante e elétrica. Para ficar mais claro, força é a interação entre os corpos.

Segunda Lei: A Força

Essa lei é chamada de Princípio Fundamental da Dinâmica. Vimos na primeira lei de Newton que se nenhuma força atuar no objeto, seu movimento seria retilíneo uniforme (M.R.U.), porém quando uma força atua nesse objeto o módulo de sua velocidade é alterado.

Na segunda lei utilizamos a grandeza força que mede a intensidade de interação entre os corpos, através dela calculamos a interação entre massa do objeto em estudo e a aceleração.

F = m.a

No S.I. (sistema internacional) utilizam-se as seguintes unidades.

Aceleração (a) – m/s²

Massa (m) – quilograma (kg)

Força (F) – Newton (N)

Exemplo:

Um corpo de massa de 16kg, inicialmente em repouso, é submetido a uma força de 80N. Considere essa a única interação de forças que o corpo está submetido, qual a aceleração que o corpo adquire?

leis de newton

Terceira Lei de Newton: Ação e Reação

Um fato interessante é que as forças da natureza sempre aparecem aos pares, como resultado de uma interação entre dos objetos. É impossível aparecer uma força isolada atuando sobre um objeto sem que exista outro objeto responsável por esta força, ela não surge do nada.

Com essa percepção a terceira lei de Newton diz que toda ação corresponde uma reação de mesmo módulo, mesma direção e sentido contrário.

Por exemplo, já se perguntou como um barco se movimenta, é pelo princípio da ação e reação.

Acionada pelo motor, a hélice de um barco, ao girar, “empurra” a água para trás (ação). A água reage a esse “empurro” e também “empurra” a hélice com mesmo módulo, mesma direção e sentido contrário, a reação da água é para frente, assim o barco de movimenta.

Por esse motivo, se quisermos mais velocidade na embarcação, é necessário obter um motor mais potente e hélices maiores, assim irá dar mais força a hélice e “empurrar” mais forte a água que causará uma reação nela com a mesma intensidade, fazendo com que a mesma embarcação vá mais rápido.

Conclusão

As leis de newton mudaram a forma de pensarmos em movimentos, trouxe explicações matemática para esse feito cotidiano e normal em nosso dia a dia, elas são 3!

Inércia: Quando não há forças atuando em um objeto, se ele estiver em repouso continua em repouso e caso esteja em movimento continua em movimento, um corpo por si só não consegue alterar o seu estado de equilíbrio, é necessário que atue uma força nele.

A Força: Essa lei é chamada de Princípio Fundamental da Dinâmica. Utilizamos a grandeza força (F) que mede a intensidade de interação entre os corpos, através dela calculamos a interação entre massa do objeto em estudo e aceleração.

Ação e Reação: a terceira lei de Newton diz que toda ação corresponde uma reação de mesmo módulo, mesma direção e sentido contrário.

Gostou desse artigo? Viu como as 3 leis de newton são incríveis e explicam com matemática acontecimentos do nosso cotidiano, compartilhe para mais pessoas entenderem sobre essas 3 leis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *